Obstetrícia

Início/Especialidades/Obstetrícia
16 02, 2011

Alimentação e Gravidez

2020-01-05T20:02:18+00:00Obstetrícia|

Uma alimentação saudável é muito importante no momento da mulher pensar em engravidar. O IMC (Índice de massa corporal) tem um papel fundamental na fertilização, assim como o aumento de peso correcto durante a gravidez, para que ao nascer o bebé seja saudável. Na fase pré – concepcional é fundamental se tiver peso a mais ou a menos, perder ou ganhar, pelo menos nos 6 meses anteriores, para não correr o risco de ingerir uma dieta nutricionalmente deficiente (muito pobre em nutrientes ou de elevado valor calórico mas também nutricionalmente pobre), na altura critica do desenvolvimento fetal. - Iniciar a ingestão de ácido fólico; - Ingesta energética adequada e variada; - Excluir o álcool; - Não tomar suplementos dietéticos sem consultar o seu medico assistente; 1. Necessidades nutricionais durante [...]

22 12, 2010

Viagens na Gravidez

2020-01-05T19:54:13+00:00Medicina Materno-Fetal|

Estou grávida, posso viajar? A gravidez não é uma contra-indicação para viajar, contudo, há excepções que importa conhecer! As viagens aéreas internacionais para destinos longínquos e com risco epidemiológico devem ser evitadas, sobretudo no 2º e 3º trimestres de gravidez. Da mesma forma as viagens devem ser desaconselhadas se a grávida tiver anemia, doença cardíaca, doença respiratória crónica, epilepsia, défices imunitários, passado de doença tromboembólica, diabetes, doença renal, entre outras. A maioria das companhias aéreas impõe restrições a partir da 36ª semana, na gravidez simples e 32ª semana, na gravidez múltipla. É aconselhável levar uma declaração médica confirmando o bom estado de saúde e data provável do parto. O Boletim da Grávida não deve ser esquecido, devendo estar devidamente preenchido pelo médico assistente. A grávida deve tratar de um [...]

7 11, 2010

Tabaco e Gravidez

2020-01-05T19:53:45+00:00Medicina Materno-Fetal|

Fumar durante a gravidez não diminui apenas o peso ao nascer É sobejamente conhecido que o consumo de tabaco durante a gravidez leva frequentemente à restrição do crescimento intrauterino do feto. Das grávidas que fumam durante a gravidez, nomeadamente no 3º trimestre, resultam também partos de crianças que virão a ter, em maior ou menor grau, Coeficientes de Inteligência (QIs) até 6,2 pontos abaixo das nascidas de mães não fumadoras. De acordo com um estudo dinamarquês que envolveu 3000 adolescentes com média etária de 18,7 anos, existe uma relação dose-dependente clara entre o número de cigarros fumados pelas grávidas e os QIs e o peso e o comprimento ao nascer dos respectivos filhos. Tal efeito começa a notar-se mesmo com o consumo de menos de 3 cigarros por dia! [...]