Especialidades

Início/Especialidades
8 05, 2012

Rastreio do Cancro da Mama

2020-01-30T18:58:08+00:00Patologia Mamária|

O diagnóstico precoce é vital para o futuro das pacientes Afirmei no artigo anterior sobre o cancro da mama que este é o tumor maligno mais frequente na mulher. Para se perceber bem a grandeza deste problema de saúde pública, é importante informar que em Portugal ocorrem aproximadamente 4.500 novos casos de cancro da mama por ano, ou seja 11 novos casos por dia, provocando a morte de 4 mulheres por dia. Foram também descritos os mais importantes factores de risco que isoladamente ou em associação, comportando-se como co-carcinogéneos, contribuem significativamente para a oncogénese deste tumor. Muitos destes factores de risco são evitáveis ou modificáveis, pelo que a sua anulação é fundamental para a prevenção primária. É para reduzir o risco de cancro da mama que aconselhamos sistemáticamente as [...]

19 04, 2012

Cancro da Mama

2020-01-05T19:43:03+00:00Patologia Mamária|

Pode ser prevenido? O cancro da mama é o tumor maligno mais frequente na mulher. O European Cancer Observatory (ECO), nos seus últimos dados publicados (2008), atribui a Portugal a incidência de 78,8 casos por 100.000 mulheres, de que resulta uma mortalidade por cancro da mama de 19,1 por 100.000 mulheres. Sendo a Grécia o melhor país e a Bélgica o pior (nos 31 países), Portugal situa-se no 10º melhor lugar. São números bons, sobretudo se comparados com a média da União Europeia (UE), respectivamente de 103,7 e 23,9 por 100.000 mulheres, mas temos de continuar a lutar para sermos ainda melhores, nomeadamente em relação à mortalidade. Neste sentido, penso que o melhor caminho tem duas faixas paralelas: a prevenção e os cruciais rastreio e diagnóstico precoce. PREVENÇÃO Procure, [...]

16 03, 2011

Intervenção Psicológica na Infertilidade

2020-01-05T19:47:30+00:00Medicina Reprodutiva|

Cada vez mais a infertilidade é um tema recorrente na investigação científica, sendo uma grande causa de perturbações e transtornos cada vez mais frequentes nos casais que sofrem desta problemática. O impacto emocional nestes casais é enorme, sendo que os casais que passam por este tipo de situação estão sujeitos a uma série de sentimentos divididos por depressão, culpa, isolamento social, sentimentos de inferioridade e raiva. A infertilidade pode ser um trajecto de bastante sofrimento, e emocionalmente doloroso para o casal. A maternidade é vista pela maior parte das mulheres como sendo um papel fundamental, sendo que quando existem dificuldades para engravidar e prosseguir a gravidez, surgem sentimentos de desvalorização, baixa auto-estima e falha humana. Estes sentimentos são também partilhados pelos homens, quando estes são a causa da infertilidade [...]

23 02, 2011

Prematuridade

2020-01-05T19:48:13+00:00Prematuridade|

Em cada ano nascem prematuramente cerca de 10.000 bébés em Portugal O parto de termo ocorre entre as 37 semanas e as 41 semanas e 6 dias de gestação. Quando o parto surge mais cedo, define-se como parto prétermo (ou seja, antes das 37 semanas de gravidez) e está associado a diversos factores de risco maternos e fetais. Quando, muitas vezes inesperadamente, acontece um parto prétermo e um bébé prematuro surge numa família, ficando internado numa Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais (UCI) com maior ou menor risco, consoante o tempo de gravidez, todo o universo familiar é abalado e os seus elementos são invadidos por uma perturbante onda de desorientação, preocupação e incerteza. Estes estados de espírito não são exclusivos dos pais do bébé nem dos outros elementos adultos [...]

16 02, 2011

Alimentação e Gravidez

2020-01-05T20:02:18+00:00Obstetrícia|

Uma alimentação saudável é muito importante no momento da mulher pensar em engravidar. O IMC (Índice de massa corporal) tem um papel fundamental na fertilização, assim como o aumento de peso correcto durante a gravidez, para que ao nascer o bebé seja saudável. Na fase pré – concepcional é fundamental se tiver peso a mais ou a menos, perder ou ganhar, pelo menos nos 6 meses anteriores, para não correr o risco de ingerir uma dieta nutricionalmente deficiente (muito pobre em nutrientes ou de elevado valor calórico mas também nutricionalmente pobre), na altura critica do desenvolvimento fetal. - Iniciar a ingestão de ácido fólico; - Ingesta energética adequada e variada; - Excluir o álcool; - Não tomar suplementos dietéticos sem consultar o seu medico assistente; 1. Necessidades nutricionais durante [...]

31 01, 2011

Cancro. Porquê?

2020-01-05T19:51:29+00:00Ginecologia|

Imortalidade celular? Uma das características das células normais é a morte programada, o que quer dizer que cada uma das nossas células detém a informação do momento em que tem de morrer, sendo ou não substituída por outra. Embora o nome tenha pouco interesse, a isto chama-se apoptose. É relativamente frequente, durante o processo de divisão celular surgirem erros de cópia do material genético que levam a mudanças na sequência dos nucleótidos (partes do ADN): mutações. Enquanto em pequeno número, estes incidentes desfavoráveis são controlados e as células com mutações são pura e simplesmente eliminadas por mera seleção natural. A ocorrência de repetidas mutações para além do suportável (com fragmentação de cromossomas e rearranjos aleatórios, reduções e amplificações de genes), leva a alterações graduais no genoma (sequência de DNA [...]

22 12, 2010

Viagens na Gravidez

2020-01-05T19:54:13+00:00Medicina Materno-Fetal|

Estou grávida, posso viajar? A gravidez não é uma contra-indicação para viajar, contudo, há excepções que importa conhecer! As viagens aéreas internacionais para destinos longínquos e com risco epidemiológico devem ser evitadas, sobretudo no 2º e 3º trimestres de gravidez. Da mesma forma as viagens devem ser desaconselhadas se a grávida tiver anemia, doença cardíaca, doença respiratória crónica, epilepsia, défices imunitários, passado de doença tromboembólica, diabetes, doença renal, entre outras. A maioria das companhias aéreas impõe restrições a partir da 36ª semana, na gravidez simples e 32ª semana, na gravidez múltipla. É aconselhável levar uma declaração médica confirmando o bom estado de saúde e data provável do parto. O Boletim da Grávida não deve ser esquecido, devendo estar devidamente preenchido pelo médico assistente. A grávida deve tratar de um [...]

15 12, 2010

Perimenopausa

2020-01-05T19:53:15+00:00Menopausa|

Um dos estadios da vida da Mulher A Mulher ao nascer transporta nas suas gónadas (ovários) um determinado número de ovócitos (rondando os 5 milhões) que a sua fisiologia terá que gerir ao longo da vida, uma vez que esses gâmetas não serão nunca renovados. Durante a fase reprodutiva, situada entre a menarca e a menopausa, em cada mês muitos milhares de ovócitos se perfilam para apenas um deles (o do folículo eleito ou dominante) acabar por ser ovulado a meio do ciclo ovárico com vista a uma eventual fertilização. O conjunto destes dois factos biológicos deixa desde logo antever que este capital folicular se irá um dia esgotar. E é nessa altura, quando os folículos com os seus ovócitos começam a escassear nos ovários que se inicia a [...]

24 11, 2010

Cancro do Colo do Útero

2020-01-05T19:52:31+00:00Ginecologia|

A neoplasia evitável Em Portugal, o cancro do colo do útero representa o 3º tumor maligno da Mulher, a seguir ao mamário e ao colorectal. A incidência é de 12,2/100.000 mulheres com uma taxa de mortalidade de 3,6/100.000. Isto quer dizer que há quase 1.000 novos casos por ano, morrendo uma mulher por dia devido a esta patologia. O carcinoma invasor do colo é precedido por lesões précancerosas denominadas no seu conjunto por neoplasia intraepitelial cervical (CIN) com dois graus de gravidade (baixo grau e alto grau) que ainda apresentam bom prognóstico. Os factores de risco estão maioritariamente relacionados com a actividade sexual e com hábitos pouco saudáveis: precocidade das primeiras relações sexuais, múltiplos parceiros, promiscuidade sexual, parceiros com infecções a HPV, antecedentes de doenças sexualmente transmissíveis, paridade elevada, [...]

10 11, 2010

Síndrome Prémenstrual

2020-01-05T19:55:30+00:00Ginecologia|

A entidade Síndrome Pré-Menstrual (SPM) refere-se a um grupo de sintomas físicos e comportamentais que ocorrem ciclicamente na segunda metade do ciclo genital. Na sua forma mais comum (também frequentemente chamada Tensão Prémenstrual (TPM) que pode afectar cerca de 70% das mulheres menstruadas, os sintomas são de intensidade ligeira a moderada, não chegando a interferir com a maioria das actividades da vida diária. Os sintomas são muito variáveis de senhora para senhora mas os mais frequentes são: fadiga, letargia, edemas por retenção de líquidos, alterações do apetite e do sono, tensão e dor mamárias, ganho de peso, dores musculares, cefaleias irritabilidade, ansiedade, tristeza, frequentes variações do humor acompanhadas de episódios de choro, conflituosidade e dificuldade de concentração. Na forma mais grave que afecta cerca de 5% das mulheres, denominada [...]