Carta do Presidente do Conselho de Administração a todos os Profissionais

Cessação de Funções do Conselho de Administração

Em Junho de 2003, fui convidado pelo Ministro da Saúde, Dr. Luís Filipe Pereira, através da então Presidente da ARSLVT, Dra. Ana Maria Borja Santos, para presidir ao Conselho de Administração (CA) da MAC. Escolhi os restantes membros (Dr. Amândio Antunes, Dr. Abílio Lacerda e Enfª Gabriela Moura) e começamos a trabalhar com grande entusiasmo no sentido de elevar a MAC aos níveis de qualidade que sempre lhe competiram.

Poucos meses depois, o Vogal Executivo foi substituído pela Dra. Margarida Theias que, com espírito aberto, conhecimento e experiência, se deixou contagiar pela dinâmica em curso, constituindo-se assim um CA sólido e unido que teve o privilégio de presidir aos destinos desta Grande Casa e, desta forma, servir o País e o nosso SNS. Não poderia ter tido melhores companheiros no Conselho de Administração!

Melhorou-se quase tudo, fizeram-se coisas muito boas e, naturalmente, algumas menos boas. Valorizaram-se os espaços mas, sobretudo, dignificaram-se as pessoas, os profissionais, há longo tempo sem concursos ou, pior ainda, com concursos impugnados há anos com devastadoras consequências para as suas carreiras.

O Despacho conjunto dos Ministérios da Saúde e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior nº 638/2005, de 26 de Agosto, trouxe-nos a afiliação com a Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa (FCML), sediando na MAC a regência da disciplina de Obstetrícia e Ginecologia e Estágio. Este grande passo institucional, permitiu a articulação das actividades de ensino e investigação com a actividade clínica, as quais, potencializando-se mutuamente, não podiam continuar separadas.

Tenho hoje, mais uma vez, o grato prazer de saudar e agradecer a todos os brilhantes profissionais do universo dos Serviços desta casa que, a par deste CA e em alinhamento com a sua visão inovadora, trabalharam em prol de um melhor serviço hospitalar para as nossas utentes, para as da nossa UCF e para todas as outras que em nós confiam, obtendo-se novos e importantes resultados assistenciais e organizacionais, particularmente ao nível da optimização da gestão dos recursos disponíveis a bem da Maternidade e do interesse público. Sem o esforço e a dedicação de todos, nada teria sido possivel. Neste agradecimento quero ainda englobar todos aqueles que, à frente de outras Instituições, connosco colaboraram na prossecução dos nossos objectivos.

O último ano pautou-se pela penosidade de anunciadas fusões e encerramentos. O caminho apontado pelo DL nº 44/2012, de 23 de Fevereiro, quase nada tem a ver com o caminho que sempre defendemos.

O que interessa agora é o futuro. Vamos ficar incluidos no CHLC, o que, em muitos aspectos é positivo. Tudo continuarei a fazer para que a fusão corra bem e para minimizar eventuais consequências negativas, sem prejuízo da noção de que temos de estar unidos e não separados.

Às 24 horas de hoje deixará de haver Conselho de Administração na MAC.

Neste momento de despedida, quero confessar-vos que foi para mim uma honra imensa estar com todos vós!

Convosco continuarei!

Jorge Branco
29-02-2012